Fogo: Ligação Campanas de Cima/Chã das Caldeiras será uma realidade nesta legislatura – José Maria N

10-06-2011 15:47

 Cidade de São Filipe, 10 Jun (Inforpress) - A ligação de Campanas de Cima, extremo norte de São Filipe, e Chã das Caldeiras, em Santa Catarina do Fogo, com passagem pela Achada Maurício (Mosteiros), será uma realidade nesta legislatura, anunciou esta quinta-feira o Primeiro-ministro, José Maria Neves. 


Depois de visitar as obras de desencravamento de Campanas de Cima, co-financiadas pela Câmara Municipal de São Filipe e pelo Governo, José Maria Neves disse que deixou orientações para a elaboração do projecto para iniciar o processo de mobilização de recursos para a execução da estrada até Chã das Caldeiras.

De acordo com o chefe do Governo, numa primeira fase, será executada a ligação entre Campanas de Cima e Achada Maurício. Numa etapa complementar, a estrada chegará a Chã das Caldeiras, ligando assim os três municípios.

“É mais um anel rodoviário que vamos construir na ilha do Fogo”, afirma José Maria Neves, prometendo que o Executivo vai mobilizar recursos e, através de contratos com as Câmaras Municipais, executar esta obra, incluindo ramais que eventualmente se mostrarem necessários.

A construção do anel rodoviário superior da ilha do Fogo vai permitir o desenvolvimento do sector turístico com a criação de um novo circuito.

O edil de São Filipe, Eugénio Veiga, considerou a construção desta infra-estrutura como fundamental para o desenvolvimento do turismo com a criação de um roteiro turístico interessante e único em Cabo Verde graças às paisagens lunáticas (Chã das Caldeiras), exuberantes (Monte Velha) e singulares (entre Achada Maurício e Campanas de Cima).

Além dessas vantagens, realçou o valor cultural e de protecção civil, porquanto o dito circuito viário servirá de porta de saída para Chã das Caldeiras.

Carlos Fernandinho Teixeira, autarca dos Mosteiros, é de opinião de que esta infra-estrutura rodoviária é importante para o seu município porque encurta a distância entre Mosteiros e Chã das Caldeiras, localidade que passa a ter de uma saída em caso de emergência.

Segundo o edil, com a construção desta via, a autarquia dos Mosteiros passa a reivindicar a reintegração da localidade de Bangaeira, um dos povoados de Chã das Caldeiras que pertencia ao seu município, porque fica mais fácil para a Câmara resolver os problemas da zona.

A construção desta via, no dizer de Fernandinho Teixeira, não faz cair a ideia da construção de uma via de acesso entre Monte Velha e Pai António, uma infra-estrutura que já está definida no esquema do ordenamento do território.