FMI: candidatura de Fisher rejeitada devido à idade

14-06-2011 15:54

 


 

 

O governador do Banco de Israel, Stanley Fischer, lamentou hoje que a sua candidatura ao cargo de director geral do Fundo Monetário Internacional (FMI) tenha sido rejeitada devido à sua idade (67 anos).

O conselho de administração do FMI anunciou na segunda-feira não ter aceite a candidatura de Stanley Fischer, invocando o "regulamento" do organismo que fixa a idade limite do novo director geral em 65 anos, enquanto que Fischer tem 67 anos.

"Penso que a restrição da idade não é pertinente hoje em dia. Espero que o conselho de administração do FMI altere os regulamentos não apenas por causa da minha candidatura, mas a bem dos futuros candidatos ao cargo de director geral", refere Fischer citado num comunicado.

"A questão da idade é técnica e deveria ser excluída para permitir ao conselho de administração do FMI analisar qual o candidato mais capaz de dirigir o FMI neste momento", acrescenta o responsável.

"Não me arrependo de ter apresentado uma candidatura. Lamento a situação, de não me terem dado a oportunidade de demonstrar as minhas capacidades e a minha experiência ao conselho de administração do FMI", sublinhou.

Antigo número dois do FMI, entre 1994 e 2001, Fischer, uma das personalidades mais populares de Israel a quem é atribuído o "milagre" económico de Israel apesar da crise internacional, tinha submetido no sábado a sua candidatura à liderança do FMI.

A francesa Christine Lagarde e o mexicano Agustin Carstens são agora os únicos na corrida à direcção geral do FMI.